Assine

Veterinário ressalta cuidados para manter a qualidade de vida dos pets

Uso de antiparasitários, exercícios e higiene deve ser levado a sério com ou sem pandemia

O período de quarentena gerou muitas dúvidas aos tutores de cães e gatos no que tange alguns cuidados, como uso de antiparasitários, exercícios e higiene mesmo com os animais dentro de casa. Questões que foram esclarecidas pelo médico-veterinário e gerente técnico pet da MSD Saúde Animal, Márcio Barboza.

De acordo com o profissional, alguns cuidados são itens essenciais que os tutores devem adotar com ou sem o isolamento social para garantir uma vida saudável ao pet. "A época em que estamos vivendo não influencia na utilização dos produtos para controle de pulgas, carrapatos e vermes, os quais devem estar em dia, bem como os exercícios”, explica.

Para ele, não é porque os pets não são expostos a ambientes externos que não precisam de atenção. “Mas, é importante saber que em tempos de proliferação da Covid-19 é recomendado redobrar os cuidados com a higiene", afirma.

Referente a pulgas e carrapatos, o veterinário menciona que a maior parte do ciclo de vida destes parasitas acontece no ambiente, e existe muita dificuldade em visualizá-lo. Por isso, a proteção do animal , mesmo que não estejam fazendo passeios externos, precisa estar em dia, deixando os pets e o ambiente totalmente livres.

Para os passeios, no período de isolamento é recomendado que as saídas sejam rápidas, em horários com um menor número de pessoas, evitando a exposição do tutor e o contato com outros animais. Na volta para casa, higienizar as patas e pelos do pet com água e sabão neutro, de preferência os que sejam adequados a uso veterinário, são indicados por ele.

Sobre os exercícios, o veterinário deixa claro que a atividade física possui extrema importância para garantir a qualidade de vida do pet, mencionando algumas possibilidades que podem ser realizadas dentro de casa. “Para gastar a energia, o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa e Saúde Pública Veterinária da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (PANAFTOSA-OPAS/OMS) e a Proteção Animal sugerem realizar diversas brincadeiras, como a famosa jogada de bolinha e oferecer petiscos escondidos para os cães. No caso dos gatos, a sugestão é conceder estruturas verticais que possam escalar”, constata.  

Já no que diz respeito a higiene, nessa época ela deve ser redobrada tanto no animal quanto no ambiente. Segundo Barboza, será interessante se os tutores puderem fazer disso um hábito após o passeio. "É importante manter os banhos e os cuidados higiênicos com as vasilhas de água e comida, bem como com os locais que costumam ficar acomodados por mais tempo, como a caminha", finaliza.

Fonte: A.I, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.