Assine

Superstição faz com que gatos pretos necessitem de cuidados redobrados

Mito sempre ressurge com a chegada das sextas-feiras 13 e Dia da Bruxas

Em datas como Dia das Bruxas e sextas-feiras 13, um mesmo mito sempre ressurge. Com origem na Idade Média, quando a cor do animal era associada às trevas, e seus hábitos noturnos levavam à crença de que eles tinham pacto com criaturas bestiais ou bruxas, os gatos pretos foram caçados e transformados em sinônimo de mau agouro. 

 Fomentado com mais afinco pela ascensão do cristianismo na Europa, quando os símbolos de outras religiões passaram a ser combatidos pela Igreja. Os gatos, que chegaram a ser adorados como deuses no Antigo Egito, passaram a ser vistos como símbolos de azar. O Papa Gregório IX, em 1233, declarou que os animais de pelagem negra eram uma das encarnações do demônio, e a ideia se espalhou, resultando em muitos felinos mortos.

 Nessas datas, os casos de violência contra os animais com essa coloração aumentam e mesmo que a crença tenha enfraquecido desde então, ainda há quem acredite e até hoje rituais de magia negra utilizam os felinos. Por isso, ficar atento ao pet é de extrema importância. 

 Assim como os tutores, as organizações protetoras também devem ficar atentas ao interesse repentino por animais dessa cor. As práticas de maus-tratos são consideradas crime ambiental, com punições.

Fonte: AH e QP9, adaptado pela equipe Cães&Gatos.

 

Seja o primeiro a comentar
Seu comentário foi enviado. Aguarde aprovação.
Erro ao enviar o comentário. Por favor, preencha o captcha e tente novamente.